Os Encantados Espíritos Materialistas e o Espiritismo

Compartilhe!

O espiritismo sempre foi um mistério pra mim. Quando eu era menor, lembro de uma noite estar em casa tranquilo, ia passar o filme O Exorcista. Minha mãe falava para eu não assistir que podia ficar impressionado. Sabe como é, garoto com dez anos de idade, enfim, assisti ao filme. Neste texto vou falar dos hábitos materiais dos chamados espíritos materialistas.

Quando falamos nos mundo invisível, logo vem na mente aquelas sombras negras, diabinhos, almas penadas carregando correntes. Mas é muito além disso. É isso também, mas muito, muito além. Naquela noite fiquei tão, mas tão apavorado que dormi umas duas noites seguidas na cama da minha mãe. Há uns 10 anos atrás, hoje tenho 31, não acreditava em nada. Hoje estou aqui falando dos espíritos materialistas. Não sabia nada sobre espiritismo ainda. Caso você tenha alguma dúvida, deixe sua opinião no final que responderemos assim que possível.

Compadres Precisos Para a Lapidação

Minha evolução espiritual veio com muito sofrimento. Acho que todos tem um caminho parecido. Com o espiritismo não é diferente. Questionar tudo, questionar a chamada bíblia sagrada, a triste condição material, questionar as aparências, enfim. Tudo com certas doses, literalmente, de excessos. E neste caminho de morte, aceitação e evolução surge, invariavelmente, o despertar do sobrenatural.

Não falo em alma, conceito básico sobre o espiritismo em todos os continentes da Terra. Falo sim nos habitantes do vácuo, formados pela energia elétrica e magnética. Estes seres, como dito em outro texto, começaram sua missão quando deixamos de seguir o alfabeto de astrologia, que todos trazemos até hoje em nossa palmas das mãos, para seguir o alfabeto artificial, criado por nós para expandir o livre arbítrio e as vontades.

A missão dos seres invisíveis começou com nossos mal passos. Lembrei agora de uma história interessante de uma moça feia que dava até dó. Ela frequentava uma casa de santo, onde havia até um altar para uma energia feminina. Seus adeptos depositavam moedas, notas, cigarro, recados, bebidas, enfim, tratava-se de um altar de oferendas.

A moça fazia o seguinte: toda sexta-feira, antes de ir para balada, passava no centro e oferecia três cigarros, depositando no altar, e pegava um que estava ali, provavelmente colocado por outro frequentador numa oferenda àquela energia feminina. Resultado: quando a moça feia entrava na balada e acendia o tal cigarro retirado do altar era tiro e queda. Chamava a atenção de toda a balada, ficava com qualquer cara que ela quisesse, a balava parava para ela. Soube que, tempos atrás, a moça teve um câncer, secou e morreu.

Espíritos que Bebem, Fumam e Comem

Quando eu vejo um cara bebendo, enchendo a cara de cana num boteco de esquina desses que tem por aí, ou mesmo numa boate decadente dessas que tem a cada esquina, sei que ali está o comando da pessoa. O comando é a energia, o habitante do vácuo que comanda as ações das pessoas. Terminou a fase dos espíritos, terminou o espiritismo.

Eles influenciam pelo pensamento e a imaginação as ações dos seres. Estes habitantes do vácuo seguem os hábitos dos seres materiais. Eles bebem, comem e fumam. Eles são feitos e formados das energias elétrica e magnética, são feitos da matéria sensível. Eles se alimentam dos fluidos, dos cheiros que exalam dos seres materiais. Há os habitantes que ligam-se ao reinado das flores, flores perfumadas que perfumam amor, concórdia e bondade. E estes seres seguem esta regência.

Mas há também os seres do vácuo que ligam-se aos fluidos das drogas, do álcool, do sangue derramado pelas vítimas de um assassino em série. Estes seres alimentam-se das oferendas feitas em cemitérios, encruzilhadas e centros de adoração. Não são almas que já viveram na Terra, como diz o espiritismo. São habitantes do vácuo e tem a missão de nos levar, pelo dor, a aceitar a vida verdadeira que não é de matéria, mas de energia.

cta 1

Optimized-site oficial da CR

Conheça o site oficial da Cultura Racional


Compartilhe!

Luiz Rodrigues

Luiz Rodrigues é estudante de Cultura Racional, dos Livros Universo em Desencanto, jornalista e especialista em marketing.

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. 17/05/2013

    […] já morreram, de santos, caboclos, pretos velhos. Como se existissem alma em alguém. Os seres que habitam o vácuo existem desde os primórdios da existência do homem e tem uma missão muito nobre: despertar a […]

  2. 18/05/2013

    […] teve um motivo. Qual? A lapidação da humanidade. A humanidade buscava compreender o cosmo, as forças sobrenaturais que governam os destinos de povos e raças desde os primórdios até hoje em dia. E entender esta […]

  3. 18/05/2013

    […] e do inferno. Queria uma explicação mais específica para me dissesse para onde ele havia ido. No espiritismo foi um conforto melhor. “Seu pai está presente e diz para você seguir com a sua vida, ele está […]

  4. 18/05/2013

    […] em centros espíritas ou numa conversa de bar, as energias da natureza são sempre evocadas. No primeiro caso, existe uma […]