O Antigo Testamento e a Vida de José, o Carpinteiro

Compartilhe!

Peço licença aos donos para citar alguns trechos do Livro ‘São José, a Personificação do Pai’, onde o teólogo Leonardo Boff fala do antigo testamento. Neste texto vamos chamar atenção de algumas passagens da bíblia para o esposo, pai, operário e educador José. Como bem diz Boff em seu livro, São José não nos deixou nenhuma palavra, apenas seus sonhos, que ele seguia mesmo sem entender. Boff ainda escreve: José falava pelas mãos, na carpintaria; falava pelos braços, segurando o menino Jesus; pelos pés, caminhando para o exílio no Egito e pelo amor, estando junto de Maria. Caso você tenha alguma dúvida, deixe sua opinião que responderemos assim que possível.

O Amor de uma Família e o Antigo Testamento

Gosto de ter a noção clara de que possuímos uma centelha divina dentro de cada um de nós. Uma centelha que guarda uma conexão com a origem de tudo e todos que existem, pois não existe efeito sem causa. E ao falar de José, Maria e Jesus no antigo testamento, me vem à mente o significado desta centelha divina. Afinal, estas três pessoas tem um poder de influenciar diariamente milhares de pessoas em todo o mundo.

A centelha divina é a energia que nasce de Deus, a energia que deu causa a tudo e a todos. Somos todos de origem da energia pura, limpa e perfeita do verdadeiro Deus, esta poderosa fonte suprema a tudo a todos que deu origem ao sol, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais.

Pois se nós somos de origem Racional, diferente dos animais irracionais, desprovidos de raciocínio, a centelha divina que nos deu também o dom do raciocínio e a faculdade de evoluirmos a cada dia no caminho da concórdia, do amor, da compreensão e da fraternidade.

José encontrou Maria grávida e pensou e abandoná-la secretamente. Logo em seguida teve a visão do anjo explicando que a criança concebida era fruto do espírito santo. Recentemente escrevi sobre como Jesus Cristo foi concebido pelo espírito santo, mas não falei especificamente do antigo testamento.

Jesus nasceu em Belém, José fugiu com a família para o Egito e retornou à Galiléia. Sua missão era essa e ele cumpriu com amor e abnegação. José agradecia a Deus por ter esta energia que há em você. Essa força amorosa que lhe garante a existência. E ele via esta força atuando nos outros. Ele sentia que, assim como ele, era filho de Deus como você. E esta compreensão lhe aumentava o amor pelo menino Jesus e todos ao seu redor.

A Centelha Divina é a Mesma em Todos os Homens

E como a centelha divina é a mesma em todos, esta conexão com a origem, esta conexão com a voz suprema a tudo e a todos, impele-nos a ser tão bons para com os outros como queremos que sejam para conosco. Esta centelha divina é a energia suprema que emanou do reinado divino para dar causa a tudo o que vemos abaixo do sol.

Ainda com relação ao antigo testamento, o teólogo Leonardo Boff explica na página 99 do seu livro que os evangelhos apócrifos, que em grego significam textos escondidos e secretos, foram escritos nos séculos II e III. O apócrifo a que se refere o trecho que vou reproduzir em seguida é considerado o mais rico na descrição de José com Jesus. Como disse, o trecho que segue é a última oração feita por Jesus a José em seu leito de morte, a quem se referia como bendito ancião carpinteiro. Este relato foi registrado por seu apóstolos no Monte das Oliveiras.

“Meu Pai misericordioso, Pai de verdade, olho que vê e ouvido que escuta, escuta-me: Sou teu filho querido: peço-te por meu pai José, obra de tuas mãos… Sê misericordioso para com a alma do meu pai José, quando for repousar em tuas mãos, pois esse é o momento em que mais necessita da tua misericórdia. Então ele exalou o espírito e eu o beijei. ”

A centelha divina que adormeceu durante tantos séculos, aguardando quem sabe a volta de Jesus, não brilhou entre os homens. Não brilhou porque o que sempre imperou foi a ganância, a ambição e a inconsciência. A mensagem do antigo testamento de união das famílias, que acredito ser o maior legado de José, serve de alerta para hoje nós possamos entender o significado do amor. Tenho certeza que a centelha divina, aquela força poderosa que nos conecta com a supremacia universal, com a voz suprema de outros mundos, está mais presente do que a humanidade pode pensar ou imaginar. Basta querer alcançá-la.

[btn link=”https://www.filhosdoracionalsuperior.com.br/conheca-11-trechos-da-biblia-que-anunciam-a-cultura-racional/” color=”royalBlue” target=””]Leia o Artigo Principal[/btn]


Compartilhe!

Luiz Racional

Luiz Rodrigues é jornalista e estudante de Cultura Racional | Livros Universo em Desencanto. Ouça o rap do Filhos do Racional Superior no Spotify: https://spoti.fi/37CbpwL Acesse o site oficial da Cultura Racional: http://bit.ly/38IBZWo

Você pode gostar...