Entenda os Pontos de Umbanda e os Seres Deformados

ponto de umbanda
Compartilhe!

Existem entre nós, seres materializados, e o sol uma série de paragens onde vivem os habitantes do mundo invisível. Chamados de santos, orixás, parentes de pessoas falecidas, entre outras denominações que variam de acordo com o meio, estes seres há muitos séculos relacionam-se com nós. Neste texto vamos falar sobre o espiritismo e os pontos de umbanda, que nada mais são do que sinais, ritos, procedimentos, cânticos e comportamentos específicos adotados por seres humanos para estabelecer uma comunicação com os habitantes do mundo invisível, os seres do vácuo. Caso você tenha alguma dúvida, deixe um comentário que responderemos em seguida.

Saiba qual é a Missão  dos Seres Invisíveis e dos Pontos de Umbanda

Há muito tempo, quando os seres humanos viviam a favor da natureza, tínhamos sua proteção e seu amparo. Por exemplo, o filho de um carpinteiro seguia a profissão de seu pai, o seu ofício, e estava tudo bem. E o filho de um governante também queria seguir seu pai, ser grande, mas certas vezes não era possível.

Isso porque a natureza, que é a dona do pensamento e da imaginação, sempre nos orientou em todas as nossas ações. E nos idos tempos do alfabeto de astrologia não era diferente. O alfabeto de astrologia é o ponto de umbanda natural da natureza.

Não é pemba preta no chão, não é taça, bebida, não é cântico, roupa ou comida. As linhas que trazemos nas palmas das mãos são a planta e o mapa para que pudéssemos evoluir rumo à verdadeira vida que é de energia de massa cósmica. Mas voltemos ao maior ponto de umbanda que a natureza fez até hoje.

Na verdade, o alfabeto de astrologia era o maior ponto de umbanda até 1903, quando houve um movimento energético de proporções bíblicas entre nós. Mais precisamente em 30 de dezembro de 1903, há exatos 110 anos, nascia entre nós um habitante do mundo de onde todos nós originamos, o RACIONAL SUPERIOR. Como disse, o alfabeto astrológico era a maior conexão que havia entre nós e o transcendental.

Saiba Como Começou a Umbanda Entre Nós

Não existe efeito sem causa. O maior ponto de umbanda até 1935 era o alfabeto astrológico. Em 1935 houve a mudança na regência da natureza. E a ligação natural que havia entre nós e nossa mãe natureza na fase do alfabeto de astrologia deixou de ser o maior ponto de umbanda. Um parênteses: umbanda significa uma banda, um caminho, uma vida que é a origem a tudo e todos, a eternidade.

Retomando o raciocínio para concluir em breve, quando os filhos dos governantes traziam na palma de suas mãos que não deveriam ser governantes como seus pais, estes desafiavam a regência natural da natureza, desafiavam a ligação natural que tínhamos com o transcendental. E este desafio, esta expansão do livre arbítrio que nos conectava ao eterno, à umbanda do alto, que nos conectava ao caminho do alto, esta expansão causou a revolta dos astros e da natureza.

E a natureza abriu as portas para que os seres invisíveis começassem sua missão entre os seres humanos que iam contra a umbanda natural da natureza. Pois o alfabeto astrológico era um ponto de umbanda natural da natureza. Ainda hoje nascemos com as linhas que dizem onde o vivente deve morar, se vai ser rico, se vai casar, ter filhos, etc.

Mas com a mudança de fase da natureza em 1935, aquele ponto de umbanda, aquela ligação com a base invisível, aquela conexão com os desígnios sagrados de nossa mão maior, a natureza, voltaram em forma de livro.

O ponto de umbanda evoluiu. Evoluiu e alcançou o Astral Superior. Hoje, o ponto de luz está materializado em palavras ao alcance de todos. Palavras estas escritas nas páginas dos Livros Universo em Desencanto de Cultura Racional, a cultura do desenvolvimento do raciocínio.

Com este ponto de luz transcendental, toda a humanidade vai se ligar ao eterno em vida. Para isso, basta apenas ler o livro em sua casa ou onde estiver. A Umbanda não parou. Umbanda evoluiu. Por isso que a Cultura Racional nasceu num centro espírita nas mãos dos pretos velhos.

Optimized-site oficial da CR

Conheça o site oficial da Cultura Racional

Sobre 

Luiz Rodrigues é estudante de Cultura Racional, dos Livros Universo em Desencanto, jornalista e especialista em marketing.


Compartilhe!

2 thoughts on “Entenda os Pontos de Umbanda e os Seres Deformados

  1. Murilo Luvizoto de Araújo

    Não entendo bem a ligação ao eterno em vida, mencionada no final do artigo. Pois, (talvez por falta de desenvolvimento para tanto), não sei se ao conseguir a ligação com a natureza, através da leitura, está é direta com o Mundo Racional ou ao Astral Superior. Neste último caso, nos Livros UNIVERSO EM DESENCANTO, irei encontrar mais detalhes na escrituração sobre o Astral Superior?
    Ressalto que ainda estou no décimo primeiro (11) volume da Réplica.

    Obrigado
    Murilo

    • Luiz Racional

      Salve Murilo, a energia Racional é eterna. Com o desenvolvimento do raciocínio vamos nos ligar, em vida, aos eternos, que são os corpos de energia pura, limpa e perfeita. Ou seja, você terá preparação, pelo desenvolvimento, para conversar com estes seres e ser orientado em tudo para o seu equilíbrio nesta vida de matéria. Se ligar ao eterno em vida é desenvolver o raciocínio.
      Com o desenvolvimento do raciocínio, as sete partes (sol, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais), o corpo de energia do habitante do Mundo Racional que está deformado nestes sete seres sobe, regressa ao Mundo Racional. E quando completamos o desenvolvimento, quando o corpo de energia pura, limpa e perfeita for, de fato, formado, daí haverá a perfeita ligação ao eterno em vida.
      Além disso, o raciocínio é o elo perdido com a eternidade. Quando estudamos o livro, estamos ligados ao eterno (energia eterna materializada em palavras ditada pelo RACIONAL SUPERIOR) em vida! Um salve e boa semana! 🙂

Comments are closed.