Entenda a Relação Entre o Suicídio de Hanna e o Cyberbulling

o suicidio
Compartilhe!

Uma jovem de 14 anos acessa um famoso site de perguntas e respostas e faz uma pergunta atrás de respostas. Queria saber quem ela era, de onde veio e para onde iria.

Queria saber a causa de tanta falsidade, queria saber a causa de tanta ambição, ganância.

Não conseguia entender uma vida de matéria que é nascer, sofrer e morrer sem ninguém questionar e todos achando a coisa mais natural. Esse é mais um caso de suicídio. Mais um. Que tristeza!

Neste texto vamos falar sobre a morte de Hanna Smith, uma jovem inglesa que enforcou-se após ter recebido mensagens na Internet incentivando seu suicídio.

Apenas uma informação importante: conforme explica esta matéria no UOL, os Filhos do Racional Superior são um grupo de estudantes de Cultura Racional que, através do rap, divulga as mensagens de paz, concórdia e amor contidas nas brilhantes páginas dos Livros Universo em Desencanto.

Na imagem ao lado, Ricardo, Luiz e o produtor, DJ e cantor Igor Muniz no “Mutirão Cultural na Quebrada”, promovido pela comunidade da Vila São José, na zona oeste de São Paulo.

Dito isto, voltemos ao post sobre Hanna. A maldade é grande pois o pensamento enfraqueceu e secou.

E secando o pensamento, seca o sentimento e as pessoas não sentem mais o que fazem, cometendo as maiores monstruosidades e barbaridades como esta de incentivar uma menina de 14 ano a tirar a própria vida.

Caso você tenha alguma dúvida, deixe sua opinião que responderemos assim que possível.

“You think you want to die, but in reality you want to be saved”, diz o suicídio de Hanna

o suicidioEstas foram as últimas palavras de uma garota suicida de 14 anos: “Você pensa que quer morrer, mas na realidade você quer ser salvo”.

A salvação que ela buscava não estava no pensamento e na imaginação. Os jovens estão se matando porque o pensamento enfraqueceu e isso é terrível.

O sofrimento que um jovem sente no Brasil, na Inglaterra ou nos Estados Unidos é o mesmo. O suicídio é causado por um vazio íntimo. Mas falar sobre o suicídio ainda é um tabu.

Mas não deveria. Ninguém pode tirar a própria vida. Cometer o suicídio é frontalmente contra a natureza. Devemos enfrentar as situações da vida e seguir em frente.

Este é o caso de Hannah, a adolescente que se matou após ser maltratada e incentivada a se matar por usuários de um site de rede social.

Seu pai, Dave Smith, disse que sua filha, que foi encontrada enforcada em seu quarto numa pequena cidade na Inglaterra, sofreu o chamado “cyberbullying” no site de perguntas e respostas Ask, que permite aos usuários enviar mensagens sem divulgar sua identidade.

Smith acredita que provocações cruéis de usuários do site causaram o suicídio de sua filha. Hannah foi encontrada no quarto por sua irmã, Jo, 16.

Parentes afirmaram que Hannah tinha não mostrava sinais do tormento que ela estava sofrendo. “Era uma menina alegre, estava sempre feliz, não houve aviso.”, disse a madrasta.

Alguns meses antes, a estudante Jessica Laney, 16 anos, foi encontrada morta em sua casa na Flórida, nos Estados Unidos, após usuários de sites de redes sociais atormentarem-na com insultos.

Entenda o que é Cyberbulling Para Saber Como Evitá-lo e ser Feliz

o suicidioAssédio moral pode ser bastante difícil de se descrever, e as pessoas muitas vezes têm problemas para saber o que é assédio moral e o que não é.

Em geral, bullying é algo feito de propósito, com o objetivo de magoar ou chatear outra pessoa. É também uma ação repetida.

Você pode chamar alguém um nome ruim quando está com raiva e isto não é assédio moral.

Mas se você usar esse nome de novo e de novo, porque você sabe que dói e incomoda a outra pessoa, isso é assédio moral, ou bullying.

O chamado Cyberbullying é quando alguém usa a tecnologia, como a internet ou celular, para deliberadamente machucar, humilhar, perseguir, intimidar ou ameaçar outra pessoa. As seguintes situações são alguns exemplos:

  • Enviar textos desagradáveis ou ameaçadores por e-mail

  • Postar mensagens abusivas em um site de rede social, em uma sala de chat,

ou usando serviços de mensagens instantâneas

  • Postar vídeos humilhantes ou fotos on-line, ou envio para terceiros

  • Assumir a identidade de outra pessoa online

  • Espalhar boatos

  • Criar de um site de dissemine ódio

  • Passar trote através de textos e mensagens.

Pode ser difícil escapar do cyberbullying, afinal, ele pode segui-lo onde quer que você vá. O comportamento abusivo na Internet pode, na maioria dos casos, ser facilmente visto e compartilhado pelos demais.

O chamado efeito viral não pode ser controlado e cresce em instantes. Existe atualmente milhares de jovens deliberadamente estabelecidos para perturbar os outros on-line.

Muitos riem de piadas feitas online, depreciando os mais jovens com palavras duras e sem propósito de somar, somente destruir. Lembre-se de que você nunca deve ignorar o cyberbullying.

É importante falar com alguém sobre isso. Desta forma, você pode tomar medidas para fazê-los parar.

Para evitar o suicídio, é preciso se ligar à energia que está em função na natureza, a energia pura, limpa e perfeita do desenvolvimento do raciocínio. Pois o pensamento é inimigo do pensador e causa a discórdia.

Já o raciocínio é a energia da concórdia, da paz e do equilíbrio. A maior arma contra o suicídio é o raciocínio e sua poderosa energia.

E, na boa: para de mi-mi-mi e vá viver a vida que a natureza lhe deu. “Keep Calm and Moves Like Jagger” 😉

Conheça o site oficial da Cultura Racional

Sobre 

Luiz é estudante de Cultura Racional dos Livros Universo em Desencanto, jornalista e rapper. Ouça nosso rap e baixe gratuitamente no Soundclod: https://soundcloud.com/filhosdoracionalsuperior

    Find more about me on:
  • facebook
  • youtube

Compartilhe!

One thought on “Entenda a Relação Entre o Suicídio de Hanna e o Cyberbulling

  1. Anngélica

    Excelente e comovente! Deus abençoe vocês meus queridos irmãos!

Comments are closed.