Entenda a Diferença Entre o Fim do Mundo e o Fim dos Tempos

fim do mundo e fim dos tempos
Compartilhe!

O fim dos tempos é diferente do fim do mundo. O tempo é um fator deformado ligado à noção de espaço e tempo. E o fim do mundo acontecerá da mesma forma que houve a criação, com calma, num processo natural. Neste texto vamos explicar com mais calma alguns detalhes do processo de formação do mundo e a idade do universo e sobre a noção deformada de tempo e espaço. Afinal, a deformação é a única condição que justifica os fatores deformados e a energia  no tempo e no espaço. Caso você tenha alguma dúvida, deixe sua opinião no final que responderemos assim que possível.

Chegou o Fim dos Tempos do Ser Humano Nascer, Sofrer e Morrer

Na vida de matéria não há novidades, há milhares de milênios é a mesma coisa: nascer, sofrer e morrer. A natureza divina é diferente desta natureza, desta condição passageira do nada ser. Não adianta achar que as futuras gerações vão viver num mundo pior do que hoje. A realidade é que o o fim do mundo e o fim dos tempos são movimentos muito fortes da natureza.

O ser humano perdeu o direito de viver desde o início do século passado, mais precisamente em 1935 quando houve a grande mudança na natureza. Houve uma evolução energética e o início da função do terceiro poder, da terceira energia, que era desconhecida do ser humano. O fim dos tempos significa o fim de uma fase e o início de outra. O fim dos tempos do ser humano viver sofrendo e morrendo neste mundo.

O fim do mundo vai ser mais para frente e vou explicar em instantes. O fim dos tempos trata-se da mudança do ser humano, deixando de nascer e morrer neste mundo de matéria e passando a existir na verdadeira realidade. Acabou a esperança nas futuras gerações. Acabou o futuro da matéria. Vivemos, neste exato momento, a última fase da vida da matéria.

A natureza quer que seus filhos evoluam e deixem esta condição de sofrimento e morte e evoluam aí por cima, vivendo a vida verdadeira que é uma condensação energética de massa cósmica pura, limpa e perfeita. Tudo que foi criado até hoje pela humanidade, e que culminou com esta evolução material e o progresso científico e tecnológico, teve um motivo: preparar o ser humano para entender a fase que vivemos hoje, onde todos devem se ligar em vida à eternidade e buscar o transcendental a qualquer custo.

O Fim do Mundo Será tão Natural Quanto seu Início

O início do universo deformado de matéria foi uma transformação natural de uma energia pura, limpa e perfeita que deixou de ser o que era para ser o que é, isto é, transformou-se nestes fenômenos elétricos e magnéticos. Ou seja, uma energia, transformou-se e deu causa a estas duas energias elétrica e magnética.

Mais acima, havia dito que a natureza quer que seus filhos evoluam e deixem esta condição de sofrimento e morte e evoluam aí por cima, vivendo a vida verdadeira que é uma condensação energética de massa cósmica pura, limpa e perfeita. Repare que estamos voltando ao início, voltando à origem e, ao fazermos isso, vamos para a condição de energia.

O fator deformado chamado tempo somente existe nesta condição material. Na vida verdadeira, de energia, não existe tempo e o espaço é total. Por exemplo, 10 anos aqui na matéria não representam nem um segundo na vida de energia. O fim do mundo vai demorar um pouco, mas uma coisa é certa: por viver artificialmente, contra a natureza, o ser humano está em liquidação, pois perdeu a proteção de sua mãe natural.

Leia o Artigo Principal

Sobre 

Luiz é estudante de Cultura Racional dos Livros Universo em Desencanto, jornalista e rapper. Ouça nosso rap e baixe gratuitamente no Soundclod: https://soundcloud.com/filhosdoracionalsuperior

    Find more about me on:
  • facebook
  • youtube

Compartilhe!