Dependentes químicos: por que existe a dependência química?

Compartilhe!

O primeiro conselho para ajudar um dependente químico é manter a calma.

Não adianta em nada perder a cabeça, bater, gritar, xingar e entrar em conflito.

Isto apenas vai enfraquecer quem deseja ajudar o dependente químico e afastar a pessoa que você quer ajudar.

Então, calma, respire: o caminho é este mesmo.

Buscar conhecimento, como os que este texto traz, é a forma ideal.

E neste texto vamos falar da parte prática da ajuda na dependência química, trazendo algumas referências para ajudar você.

Mas, novamente, é momento de calma e compreensão.

Pois compreender a causa vai ajudar a resolver o problema.

Vivemos tempos difíceis. Tempos de agitação, nervosismo e confusão.

E a dependência química é um sintoma que de algo não vai bem.

O ser humano vive em dúvida constante. Será que serei alguém na vida? Como faço para encontrar a felicidade?

Qual é a razão da vida?

De onde todos viemos e para onde vamos?

Estes e outros pontos de interrogação assombram o dia a dia de milhares de dependentes químicos no Brasil e no mundo.

Buscar em substâncias químicas como álcool, maconha, cocaína e crack um alívio sempre foi um caminho mais fácil para aliviar o sofrimento.

Mas seria a dependência química a melhor saída para lidar com os problemas do dia a dia?

A chamada drogadição é sim algo que pais e amigos de dependentes químicos devam ter atenção.

Sobretudo aos sintomas da dependência química.

A ciência já enxerga o abuso de drogas como uma doença crônica, e não um caso de polícia. Inclusive, a 10ª edição da Classificação Internacional de Doenças (CID-10), da Organização Mundial da Saúde (OMS) já especifica o que é dependência química.

Mas, final, dependência química é uma doença? Antes de mais nada, é preciso entender que há tipos de dependência química e seus sintomas.

Como ajudar dependentes químicos a vencer a dependência química

Então, se por um lado governos no mundo todo se esforçam para deixar seus cidadãos mais equilibrados, a batalha contra a dependência química ainda parece longe de ter um final feliz.

No Brasil, a Secretaria Nacional Antidrogas se esforça com políticas que procuram ajudar os dependentes químicos. Mas parece que o esforço governamental parece não estar surtindo muito efeito. Neste artigo publicado no site do Senado Federal, fala-se numa abordagem multidisciplinar para reabilitação de dependentes químicos.

Em muitos locais existe até auxílio-doença para dependentes químicos.

E, de fato, além dos remédios e da vontade do dependente químico em melhorar, é importante o apoio da família neste processo de recuperação.

Destaco neste ponto o importante trabalho realizado pelo Nar-Anon no apoio a famílias que possuem dependentes químicos.

Quais seriam as causas da dependência química?

A psicologia já entende a dependência química como problema de saúde pública.

Como dependentes químicos convivem com a dependência química?

Existem histórias inspiradoras como os dependentes químicos convivem com a dependência química.

E umas das formas que costumam ajudar os dependentes químicos a conviverem melhor com esta doença é frequentando grupos onde compartilham suas histórias, sentimentos, pensamentos e ansiedades com outros dependentes químicos.

Atualmente, a abordagem que vem se destacando no convívio harmonioso do dependente químico com a sociedade é a praticada pela organização Narcóticos Anônimos.

Como explica em seu site, o NA oferece “um programa de total abstinência de todas as drogas e há somente um requisito para ser membro: o desejo de parar de usar. Sugerimos que você mantenha a mente aberta e dê a si mesmo uma oportunidade”.

Qual é a Causa Verdadeira da Dependência Química?

Viver a vida de matéria sempre foi tarefa que exigiu um certo grau de resiliência.

Afinal, ninguém gosta de sofrer e depois morrer sem saber a causa de tantos contratempos e dissabores. Pois nesta vida material, a impressão que fica é a de que o sofrimento é o maior brilhante do dia.

Neste momento, gostaria de iniciar o assunto da causa da dependência química abordando uma perspectiva que vai além da ciência e do campo de estudo dos fenômenos naturais.

A ideia, a partir deste ponto, é abordar o dependente químico numa perspectiva sobrenatural, ou espiritual.

Falar das drogas e sua repercussão espiritual sob a visão espírita é compreender que existe um campo invisível que circunda o mundo material.

E que este campo espiritual possui força de atração e sugestão sobre o ser humano.

Então, neste processo de ajudar o dependente químico a vencer a doença da dependência química, pode-se adotar a abordagem científica descrita nos primeiros parágrafos do texto: compreender a dependência química como doença, buscar apoio médico, psicológico, buscar ajuda nos grupos do NA.

Tudo isso é a forma natural de lidar com esta doença.

O que estou falando a partir deste ponto é uma abordagem mais holística, energética e, por que não, espiritual de enxergar o problema.

Por isso, vamos agora apresentar esta visão espírita sobre o consumo da droga.

E o que fica claro nesta abordagem é que existem influências espirituais que agem no subconsciente do dependente químico.

Como a Cultura Racional pode equilibrar a Humanidade e Ajudar os Dependentes Químicos

Evoluindo a partir da perspectiva espírita descrita logo acima, entramos agora na causa das causas. Pois dissemos acima o seguinte:

  • A matéria tem seu poder natural
  • Existe uma influência sobrenatural agindo sobre os dependentes químicos

E agora chegou o ponto final do texto onde explicamos que, dentro desta realidade energética, também existe uma hierarquia, uma relação de causa e efeito.

Ou seja: a origem das influências espirituais que agem no subconsciente do dependente químico é este conjunto elétrico e magnético formado por sol, lua, estrelas, água, terra, animais e vegetais.

Mas existe uma nova energia, que deu consequência ao conjunto elétrico e magnético.

Esta energia da origem chama-se Energia Racional. E esta energia tem condições de eliminar estas influências espirituais que agem no subconsciente do dependente químico.

Então, a Cultura Racional permite que o ser humano entre em contato com esta energia superior às duas energias deformadas, a energia elétrica e magnética.

Por isso, para ajudar a equilibrar o dependente químico, além do tratamento natural da ciência e dos grupos de ajuda como NA, recomenda-se o tratamento natural da natureza eterna, que é a Cultura Racional.

Natural da natureza pois este tratamento fluídico da Cultura Racional é feito através do contato do dependente químico com a energia do seu verdadeiro mundo de origem, o Mundo Racional.

Esta energia encontra-se materializada nas brilhantes páginas dos Livros Universo em Desencanto.

E uma vez em contato com esta energia do seu verdadeiro estado natural, cessam com o tempo as influências astrais das energias deformadas elétrica e magnética.

Então, os pontos principais deste texto foram:

  • a ciência já encara a dependência química como doença
  • procurar médicos e psicólogos sempre ajuda a aliviar o sofrimento e orientar as famílias dos dependentes químicos
  • grupos de tratamento como o Narcóticos Anônimos ajudam e muito os familiares de dependentes químicos
  • existem influências espirituais que atuam sobre os dependentes químicos
  • existe uma energia superior chamada Energia Racional que pode e muito ajudar os dependentes químicos

Conheça alguns sites que podem ajudar os dependentes químicos:

Sobre 

Luiz é estudante de Cultura Racional dos Livros Universo em Desencanto, jornalista e rapper. Ouça nosso rap e baixe gratuitamente no Soundclod: https://soundcloud.com/filhosdoracionalsuperior

    Find more about me on:
  • facebook
  • youtube

Compartilhe!