Compreenda o Fim do Mundo dos Maias e o Começo da Nova Era

alinhamento dos planetas e fim do mundo dos maias
Compartilhe!

Engana-se quem acha que o mundo pode explodir a qualquer momento numa espécie de holocausto nuclear. Neste texto vamos comentar as previsões dos maias e o seu real significado que é a evolução natural da natureza em todos os sentidos. O fim do mundo é a mudança de um modo de viver inconsciente para uma vida a favor da natureza.

O ser humano é o maior parasita que existe em razão dos crimes hediondos que há milhares de anos vem praticando contra as leis naturais. Neste texto vamos explicar porque o homem é um vago bicho sem destino que nasceu neste chão sem saber por quê nem para quê. Caso você tenha alguma dúvida, deixe sua opinião no final que responderemos assim que possível.

Os Maias Viram a Nova Era de Paz, Amor e Concórdia

Um texto publicado em dezembro de 2012 no site terra.com.br reproduz uma declaração conjunta de diversos líderes religiosos e espirituais do povo Maia que vive na Guatemala, país da América Central que faz fronteira com o México. Na declaração, estes líderes reforçam sua crença na esperança de uma mudança de atitude, numa nova consciência lapidada, onde toda a humanidade viveria a favor da natureza nesta nova Era anunciada pelo povo maia.

“O mundo fala da destruição da natureza, das consequências das alterações climáticas, da perda da biodiversidade. Nós, maias, sentimos diretamente as mudanças no clima. Mais de 80% da nossa população vive na pobreza. Nossas montanhas, florestas e rios são roubados por grandes empresas para a construção das usinas hidrelétricas, mineração, a exploração de minério e petróleo ou o cultivo de monoculturas. Nossa riqueza natural é roubada, nossos direitos são violados, exatamente como há 400 anos, quando o décimo terceiro baktun começou.”

Noutro trecho da mesma reportagem do Terra, um camponês de origem maia comenta as profecias catastróficas atribuídas ao seu povo. “Acreditamos mesmo que vai haver uma mudança, mas não numa data específica. Cada pessoa pode dar sua contribuição para essa mudança. A humanidade deve começar a realmente proteger a natureza. O povo maia e especialmente as mulheres devem se unir solidariamente, unir forças e lutar juntos pela nossa mãe Terra.”

Quem Vive Artificialmente Vive Contra a Natureza

O homem é um parasita de si mesmo pois vive artificialmente. E o fim do mundo refere-se ao fim desta mentalidade egoísta e atrasada. Mas esta nova consciência nunca poderia partir, nunca poderia nascer dos seres humanos. Afinal, o pensamento e a imaginação são muito antigos e se tivessem sido feitos para trazer a paz e a concórdia entre os homens, já teriam trazido há muito tempo.

O fim do mundo refere-se ao fim de uma Era de ganância, ambição, materialismo, guerras e sofrimento e a entrada numa fase de elevação energética e espiritual em todos os pontos de vista. Uma fase onde a humanidade vai viver a favor de sua verdadeira mãe, a natureza. Natureza que nos dá todos os alimentos, nos dá tudo de que precisamos. Pois se nós temos sentimento, quem nos fez, que é a natureza, tem mais sentimento do que nós. Por isso devemos respeitar a natureza em todos os pontos de vista.

Pois quem vive artificialmente vive contra a natureza. E por vivermos contra a natureza é a causa de sua revolta com terremotos, maremotos, tufões, furacões, frio de matar, calor de matar, tempestades, doenças incuráveis, feras indomáveis, entre outras formas de avisar os seres humanos que estes vivem contra sua verdadeira mãe natural.

E o fim do mundo previsto pelos maias refere-se a esta evolução cósmica que é vista na astrologia com o alinhamento dos planetas e a evolução do mundo espiritual. Hoje, o ser humano tem como ligar-se à natureza e viver sob sua proteção. Afinal, a verdadeira natureza humana não é a ganância e a ambição dos seres materiais, do ouro e do diamante. Matar o semelhante para roubar bens materiais não faz sentido. Destruir as florestas, poluir os rios e mares por conta de um progresso artificial que só vai a regresso é um crime contra a natureza.

E para que a humanidade encontre a nova fase da natureza que havia sido prevista há muito pelos maias, basta alinhar-se a esta mudança transcendental e dos enfraquecimento dos fenômenos da energia elétrica e magnética.

Leia o Artigo Principal

Sobre 

Luiz é estudante de Cultura Racional dos Livros Universo em Desencanto, jornalista e rapper. Ouça nosso rap e baixe gratuitamente no Soundclod: https://soundcloud.com/filhosdoracionalsuperior

    Find more about me on:
  • facebook
  • youtube

Compartilhe!